Torno caseiro do Wazen

Este post traz Apresentação em vídeo e algumas fotos do torno caseiro (DIY) do Roberto [RJ] que é amigo do grupo reprap-br, mestre em construção engenhocas e pizzas de anchova que sempre são servidas quando vou lá pedir ajuda e trocar umas peças, angústias e idéias sobre a Reprap.

Vista geral do torno, abaixo estão as baterias de 24V.

Vista geral do torno, abaixo estão as baterias de 24V e na direita o comando que é o próprio acelerador do patinete dos netinhos.

Peças
A parte elétrica é de um patinete motorizado dos netos que ele desmontou. Através de uma correia aciona o eixo do mandril. Isso é bom porque não transmite as vibrações e choques no eixo para o motor, o que se feito reduz muito a vida util deste.

Baterias do patinete usados para acionar os motores do torno

Baterias do patinete usados para acionar os motores do torno. Elas também estão ligadas a tomada por um regulador de voltagem de 24V ligado a tomada, mas podem funcionar sem isso  também. Esta caixinha preta tem ligação com o acelerador e é o PMW PWM (pulse width modulation) que regula a velocidade.

A base (mesinha) é de uma tupia mas poderia ser qualquer coisa, eu teria feito numa madeira por exemplo.Os trilhos de alumínio são de placas de propaganda e dá pra encontrar em lojas de material de letreiro ou adaptar trilhos de cortina (agora eu tenho visto uns modelos bons e mais fortes) ou em loja de som que vende perfis de alumínio para fabricar caixa de som.

Manivelas de regulagem do torno na base de PTFE

Manivelas de regulagem do torno na base de PTFE

Tem vários elementos em PTFE UHMW mas poderia ser outro material também como madeira ou alumínio, as barras rocadas na loja de construção e o mandril é peça de ferro velho. O Roberto me mandou aqui o link do distribuidor de plástco onde isso pode ser comprado aqui no Rio (também tem o PTFE para o bico da Reprap): http://www.incomplast.com.br/htm/materiais.htm

Construção
A construção é bastante simples e não precisa de nenhuma ferramenta ou material muito especiais ou difíceis de achar. Claro que é importante ter um alinhamento legal, mas nada que uma boa régua de metal não consiga medir.

Detalhe dos trilhos do torno vistos de cima

Detalhe dos trilhos e do eixo fixo do torno vistos de cima

Gostei muito destes blocos de PTFE acomodando as barras roscadas que fazem as regulagens de distância, uma solução muito simples mas com um resultado surpreendente.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s