Solução para o parafuso trator da extrusora

O trator do extrusora não estava muito bom na minha impressora nem na do Maia. Até  funcionava mas como as fendas feitas a mão ficam irregulares, a velocidade com que o plástico sai também ficava irregular.

Deveria ficar assim

Modelo de referência, feito a mão com uma minirretífica, dificilmente ia ficar assim

Achando um torneiro que entenda o problema
Como queríamos logo o parafuso, saí para resolver o problema. Primeiro fui no torneiro do lado do galpão onde trabalho na rua Sá Freire e fui recebido com o mau-humor de costume e mandado embora sem muita cerimônia nem dicas de como resolver o problema. Depois escrevi para a Reparostec que nunca me respondeu o email com o orçamento ou dúvidas quanto ao que eu pedi.

Depois de rodar um pouco achaei a Usinatec ao lado do estádio mais bonito do mundo: São Januário. Lá fui muito bem recebido pelo Josélio e pelo José que trabalham juntos há 35 anos. Conversando, tomando um café e entendendo o problema com a maior simpatia do mundo propuseram uma solução boa, simples e barata.

Recartilhagem feita pelo José Carlos da Usinatec, recomendo muito o serviço.

Depois de pensar em fresar, usinar aço entre outras soluções bastante trabalhosas (e caras), o José teve a sacada de usar recartilha, o que simplifica muito e resolve o problema só com o torno e uma ferramenta.

O que é recartilha?
É um disco de aço parecido com uma engrenagem que pressionado contra a peça no torno faz desenho com o relevo desta peça. Existem formatos diferentes, e o reto parece mais apropriado para o nosso caso. Acho que comprando uma e prendrendo bem numa base de madeira mais uma morsa com uns rolamentos dá pra fazer em casa.

Passar uma tarde lá foi praticamente uma aula sobre tornos e com certeza voltarei mais vezes.

Recartilha e o desenho que ela gera pela pressão sobre o metal

Recartilha e o desenho que ela gera pela pressão sobre o metal. A que eu usei é reta e paralela, como os dentes que precisamos no nosso parafuso.

Serviço
Usinatec.
Rua Amazonas, 15 – São Cristóvão
Rio de Janeiro – RJ, 20920-370
(0xx)21 2589-2971

Existem algumas opções conseguir o parafuso trator
Comprar um parafuso pronto, com o Paulo ou Movtech, comprar no eBay ou outro lugar lá fora, ou você mesmo fazer.

Outro problema de irregualridade na extrusão
Uma outra coisa que agrava o problema da extrusão são as irregularidades nas engrenagens, que se muito apertadas como as da minha máquina dão umas travadas e dá pra perceber os momentos de maior força. Isso se resolve marcando com uma caneta os lugares em que ela agarra e depois com uma lixa dá-se um jeito desbastando um pouco e corrigindo as irregularidades.

Anúncios

FORM1: Popularização da Estereolitografia?

Saiu semana passada no Core77 um post sobre este fantástico projeto no Kickstarter. Só para ter uma idéia da importância, bateu todos os recordes de arrecadação atingindo a marca de USD 100.000 em duas horas e meia e na data deste post, o projeto que desejava angariar USD 100.000 já arrecadou 1,5 milhões de dólares americanos.

Este vai ser o aspecto da impressora, tomara que vingue e se torne popular, mas por enquanto ainda é bem mais cara para imprimir e adquirir que uma reprap ou 3D qualquer.

A idéia partiu de um time de graduandos do MIT para produzir uma impressora de esteolitografia (Stereolithography ou SL) de baixo custo mas que mantenha a alta resolução característica destas impressoras. Aqui no grupo reprapBr tem uma galera pesquisando (incluindo o Wazen e o jovem Muringa) e construindo as suas mas não sei em que pé estão.

Imagem comparativa entre o acabamento da impressão 3D com filamento derretido e a estereografica.

O preço é tentador, mas pode ser um pouco alto para uso pessoal ou não profissional: 3.000 USD, o que é balela perto de porcarias descartáveis como tablets, videogames, TVs de led ou iPhones da vida.

Para saber mais sobre a Estereolitografia:
http://en.wikipedia.org/wiki/Stereolithography

Via:
Kickstarter
Core 77