Compras: Parafusos / Barras de rosca

Esse é o item mais fácil de comprar, muita coisa voce acha em loja de construção perto de casa.

Material
Eu comprei tudo de inox, mas a rigor não é necessário. Na lista sempre se discute o melhor material, que o ferro é mais rígido que o inox etc. A conclusão que o grupo chegou com ajuda dos engenheiros é que pelas dimensões da Prusa a diferença é irrelevante. Hoje com o dólar subindo o inox está mais caro, foi a explicação que recebi na Olinox semana passada (pedi 70 parafusos 3mm x 30mm e queriam mais de R$ 70,oo! – ai fui na Soberana e comprei de latão – e fenda –  por R$ 3,58).
Minha recomendação é, se puder, compre inox, mas se o preço for exorbitante, só compre de inox o que tiver movimento, como os eixos do motor Z e as peças da extrusora.

Lojas (Rio de Janeiro)

Lista de material
Como tudo na Prusa (e Opensource) está sujeita a variações. Pessoalmente eu compro tudo dobrado, porque é sempre bom ter reservas, principalmente das coisas que ocupam menos espaço.

Fazendo o parafuso

Comprando as peças da Reprap reparei que era dificil achar parafusos de determinados tamanhos, então resolvi montar os meus, com uma barra roscada, porcas e um travarosca de alta aderencia, fica molezinha

Dica de amigo
Voce vai precisar de muitos parafusos. Compre duas barras roscadas, de 3mm e 4mm mais 100 parafusos e arruelas pra cada mais um trava-rosca. Assim, quando voce estiver na onça não vai precisar parar o trabalho. Veja aqui como fazer seu parafuso do tamanho que voce quiser.

Anúncios

Fornecedor: barras lisas, ou guia linear

Graças ao Maia e ao Roberto [RJ] Wazen achamos um fornecedor no Rio! Eu perdi duas tardes em São Cristóvão buscando isso, mas agora temos um lugar para nos abastecer aqui na Cidade Calamitosa:

Tupaíba Ferro e Aço
Rua Bonsucesso, 457 – an 1
Rio de Janeiro – RJ – CEP 21040320
Bairro: Bonsucesso
Tel.: (21) 2560-6887

As barras que foram compradas, eram de aço chromo e 3m foram cerca de R$ 37,oo.

http://inbr.biz/tupaiba-ferro-e-aco-ltda
aqui, no apontador

Mais sobre as barras roscadas:
Neste post: Smooth Rod, eixo ou guia linear?
Reciclando as barras lineares de impressoras velhas 

Nova categoria: Fornecedores

Criei esta nova categoria e gostaria que vocês me ajudassem. Pelas estatísticas do blog, a coisa mais procurada é justamente onde comprar as peças e não a toa foi onde eu empaquei na montagem da minha Prusa.

Peças!

Como converter unidades de torque para a compra dos motores de passo da Prusa

Quando fui procurar os motores de passo, sejam novos ou em sucata, as medidas de torque estavam em onças por polegada (oz/in) mas na maioria das listas de material da Reprap Prusa, os requisitos dos motores estão em kg/cm.

Não é difícil de converter, mas tem umas páginas online onde dá pra fazer isso rapidamente. Aqui vai uma:
conversão de medidas oz/in para kg/cm

Como meu pai sempre dizia, pode usar, mas sempre saiba como foi feito. Então, para a conversão que falamos acima, a fórmula é a seguinte:

EQUATION: Kilogram-Centimeters = 0.0720077 * Ounce-Inches

Arredondando, da pra usar multiplicando por 0.07, ou 7%.

Materiais não listados: mangueira de borracha para o coupling

A pior coisa que tem quando voce está empolgado fazendo algo é ter que parar o serviço não por cansaço ou falta de interesse, mas por falta de algum material. Aí voce fica com aquele olhar cheio de vontade nas peças, com a ferramenta na mão, mas tem que parar, ir na rua comprar ou até esperar o fim de semana acabar para continuar. Não, não estou falando de noitadas e a falta que uma camisinha faz na carteira, é da Prusa mesmo.

Aconteceu comigo na montagem do eixo Z. Minha meta do sábado era terminar toda a estrutura para no domingo colocar a RAMPS no lugar, mas na hora de prender o motor nas barras roscadas, vi que “faltava algo” para fixa-la corretamente no acoplador (coupling). Tive que esperar segunda-feira chegar para resolver esta questão que se monta em 5 minutos. Aqui vão as fotos:

Borracha no acoplador

Borracha no eixo do motor, ainda falta empurrar mais ela.

Borracha no acoplador

Como um negócio pequenino assim pode fazer tanta falta? Para colocar é melhor tirar o motor para poder fazer mais pressão.

A borracha tem cerca de 5mm de diametro, obviamente não medi antes de ir para a rua comprar mas dei sorte, ficou duro no inicio mas com a ficção esquentou e encaixou bem, em um deles estava mais duro e dei uma esquentada com o isqueiro. Um metro dessa borracha me custou R$ 0,70 o que me fez passar mais raiva ainda. Então fica a dica: tenha uma dessa a mão.

mangueira de borracha para travar o motor no acoplador

A borracha é essa aí. Peguei a transparente não por motivos estéticos, mas fiquei brincando com elas na loja e vi que era a mais maleável, acho que o corante das outras deixaram elas mais duras.

Link do acoplador que veio no meu kit (by Muringa):
http://www.thingiverse.com/thing:9622

Para que serve um acoplador (coupling)?
Fiz um post sobre isso 

Montagem da Prusa: Log dos dias 7 e 8

Dei uma parada para me dedicar ao mestrado que pede mais atenção, mas consegui fazer algumas coisas nos últimos dois dias:

  • Mudei a localização do suporte da eletrônica do topo para a lateral esquerda traseira. Isso com certeza atrasa a montagem mas a minha razão foi simples: ia rolar um desquite litigioso se eu não parasse de fazer sujeira na casa e serrar os suportes faz bastante poeira.
    Placa de acrílico para suporte da eletrônica

    Aqui a placa atrapalha menos o acesso a extrusora e os eixos. Como vez ou outra tenho que virar a máquina toda de ponta cabeça para resolver coisas em baixo dela, aqui fica mais protegida.

    Placa de acrílico para suporte da RAMPS
    Nesta foto dá pra ver a localização melhor

  • Refiz as “thick sheets” logo para acabar com a fase de poeira também.
  • Tive que fazer vários parafusos que não estavam na lista de compras. Ainda bem que eu tive um momento de sabedoria e comprei duas barras roscadas de inox (3mm e 4mm), 200 porcas e arruelas mais um trava-rosca.

    Em breve eles vão virar parafusos

    Para comprar os parafusos tenho que ir a São Cristóvão, um pouco longe, fora de mão e não abre de noite. Com as barras, resolvi todos os problemas que eu tinha, é só usar um trava rosca que fica tudo certo.
  • Montei os “end stops”, também deu mais trabalho do que imaginava porque são pequenos e delicados. Na verdade dei mole, porque dois deles ficaram com as partes da placa viarada na direção de que vem o movimento, se algo der errado, podem ser esmagadas, tem um led e dois resistores na frente.

    Deu um trabalhão para montar mas acho que não ficou bom pois o sensor ficou na parte de trás, sendo assim, aconselho a primeiro ver aonde vai ficar o endstop e depois montar ele virado para o lugar certo. Parece besteira mas só depois que faz se vê…

    Detalhe em macro da fixação do endstop
    Aqui dá pra ver o erro, se é que podemos chamar assim. Neste caso é fácil, vou fixar ele na barra lisa oposta que o sensor vai ficar mais perto do carrinho. Nos outros já dá mais trabalho e muda o esquema, tamanho dos fios etc.

Ainda falta:

  • Colocar a eletrônica no lugar, mas nao queria usar parafusos, preferia aqueles suportes de nylon.
  • Passar os fios e conectar tudo
  • Esperar as correias chegarem, ir a São Paulo comprar ou achar um lugar no Rio que tenha. O Roberto Wazen se ofereceu pra ajudar e vai ver se as correias que ele tem servem.
  • Calibrar a impressora. Ai já é outra etapa.

Sensor de distância no Arduíno

Ontem fiz a minha primeira aplicação com os sensores do Arduíno pois já estava incomodado por ter ele lá parado na estante há uns 6 meses me olhando sem ser usado. De início desejo aprender a ler os esquemas de eletrônica e montar meus apetrechos para o barco e para algum projeto do mestrado (que depois descobri não valorizar produtos). Comecei pelo sensor ultra-som de distância HCSR04.

O sensor é aquele com dois copos metálicos, um emite o ultrassom e o outro recebe. Então, ele pega quanto tempo o som demorou para voltar e calcula a distância. Simples, né?

Preço: Aqui no Brasil, R$ 20,oo a 50,oo. 
No ebay $ 3USD com entrega.
Precisão: 3mm
Distância máxima: 45/50cm
Datasheet do sensor HCSR04

Erros:
Eu já tinha testado o Arduino antes só com um código de piscar os leds com um programinha simpes sem problema algum. Mas ontem quando eu compilava qualquer código, mostrava 0 erros de código mas sempre voltava a mensagem:

avrdude: stk500_getsync(): not in sync: resp=0x30
avrdude: stk500_disable(): protocol error, expect=0x14, resp=0x51

Tinha um monte de besteiras nos fóruns, falando pra dar reset repetidamente, tirar e colocar o cabo usb rapidamente (o que acho pode queimar ou perder a ROM) mas no final das contas depois de 1 hora aprendi que é só mudar a porta COM. A minha estava COM3 e ao mudar para a COM5 funcionou, compilou e instantaneamente já começou a receber as informações na janela de serial.

Primeira pegadinha
O programa do Arduino já vem com uma biblioteca e código pronto para um sensor de distância, só que não é este que eu tenho. Pelos tutoriais, o outro sensor só tem três pinos: alimentação 5V, GND (neutro), e o que transmite os dados. Esse meu separa o dado em entrada e saida, então tem 4 pinos. Então, tem que tomar cuidado para não montar tudo no automático sem prestar muita atenção e fazer qualquer coisa que não funcione. Tive que dar uma pesquisada no sensor específico e por sorte tinha bastante documentação, com o porém de a maioria ser de mais alto nível, sem estas minhas questões de iniciante.

Sensor montado com o arduino e breadboard

Conjunto em ação, mas esta configuração não foi a que funcionou.

Instalação de biblioteca
Sempre que um código chama um “qualquerCoisa.h” ele está chamando uma library. Só que este sensor não tinha esta library instalada no console do Arduino e demorei mais uma hora até ter calma de ler a documentação e ver o que deveria fazer. Aqui vai um passo a passo:

  1. Baixar a libray do sensor ou qualquer outro hardware que voce espetar, elas tem dois arquivos pelo menos um “qualquerCoisa.h” e um “qualquerCoisa.ccp”;
  2. Copiar para o diretório do programa do Arduino, na pasta de libraries criando uma pasta para ele.
  3. Reiniciar o programa, com isso já vai aparecer no menu e quando voce fizer a chamada, não vai mais receber o erro de biblioteca não localizada.

Documentação oficial
http://arduino.cc/it/Reference/Libraries

Conclusão:
Tudo funcionou como o esperado, fiz o esquema mais simples possível. Seguindo e lendo os tutorais oficiais e o datasheet não tem erro. Sempre vão surgir dúvidas, mas só se aprende fazendo e com a internet fica tudo muito mais fácil. Meus próximos passos serão colocar um display com as informações do sensor e um outro monitor de temperatura jogando os dados na internet.

Sensor de distância sendo testado

Agradecimentos
Bom, não poderia deixar de citar e agradecer as pessoas que conheci e fiz amizade no encontro CNC de Campinas e que estamos mantendo contato. O Wazen me emprestou um monte de coisas (entre elas o RFID) e está sempre mostrando coisas novas e incentivando pra eu fazer alguma coisa nova e o José Maia que me mandou os tutorais de protoboard e esquemas de eletrônica quando eu nem sabia por onde começar. Valeu!