De bico novo, voltando a imprimir

Não consegui consertar a folga do meu bico aquecido e por isso comprei outro. Tentei colocar tiras de lata de cerveja com pasta térmica, tentei outro parafuso para o bloco, mas nada adiantou. As semanas foram passando de maneira pouco animadora, sem impressões e infelizmente não consegui comprar a versão de produção do bico desenvolvido pelo grupo de estudos ReprapBr com o Paulo Fernandes e acabei pegando um da Movtech.

O bico da Movetech
O acabamento é excelente e tudo correu nos conformes, com pronta entrega e suporte do vendedor. Só não me acertei ainda foi com a calibragem, pois por causa da dinâmica dos liquidos, como este bico é mais comprido ele tem mais sobras quando cruza os perimetros e falha quando recomeça a imprimir, mas isso não é por causa do bico e sim da calibragem que não tive muita paciencia de refazer desde o início…

A minha única reclamação é em relação ao comprimento dos fios do termistor, que falta cerca de 1cm pra chegar na placa… foi economia isso? Aí roubei um pouquinho daqui, outro de lá e cheguei na RAMPS, mas volta e meia dá uma escapulida.

bico da movtech

link:
http://movtech.webstorelw.com.br/products/bico-p-slash-impressora-3d-movtech

Eu recomendaria que a próxima pessoa antes de colocar desse uma apertada a mais nesses parafusos que vão até o bloco aquecido, pois os meus depois de umas 3 horas de impressão ficaram bem frouxos.

Problema na medição da temperatura
Outro problema estranho, mas que eu credito a minha Ramps é em relação a medição da temperatura, já comprei uns 3 thermistores, testei muitas tabelas diferentes, com ajuda dos fornecedores e do grupo mas nunca chego a uma solução, as vezes começa bem mas da próxima vez que eu ligo a impressora já marca -20ºC ou menos.

Teste bico Movtech

Para não deixar de imprimir, segui o conselho do Maia e foi um sucesso. Começo aquecendo o hotend, e quando o plástico começar a sair marco a temperatura, depois é só usar essa sempre. Só para passar os meus parametros:
Marcação de 160C no Repetier host, derreteu bem e marcou 230C no meu termometro de termopar,

 

 

Anúncios

Desenhando suas próprias peças para impressão no Sketchup: importando e exportando em STL

Até o momento só imprimi peças de reposição e melhorias para a minha Prusa Mendel i2,  mas qual a graça de ter uma impressora se você só imprime peças baixadas no thingiverse para ela mesma? Enquanto aguardo os Pololus que vão substituir os meus que queimaram, estou reforçando e alinhando melhor a minha máquina além de estudar mais sobre ela, e nisso entrou o desenho de novas peças.

O que é um STL?
STL é o formato que o Slicer lê os sólidos para fatiar. Quer dizer “STereoLithography” ou “Standard Tessellation Language” e ao contrário dos arquivos CAD possui dados espaciais bem básicos, não possuindo qualquer informação sobre cor, material ou texturas.

Saiba mais aqui:
http://en.wikipedia.org/wiki/STL_(file_format)

Tela do Slic3r com o gcode ao lado descrevendo as fatias e os movimentos de cada camada.

OpenScad: O caminho mais comum

Nem sempre é o melhor… baixei e instalei o Openscad e fiquei perplexo sem entender nada pois não se parece em nada com qualquer programa 3D que eu tenha usado antes como o Rhino, Sketchup e o 3DMax. Vi que antes de desenhar qualquer coisa simples que seja, ia ter umas boas semanas de aprendizado pela frente e por isso deixei isso de lado.
openscad

Link para o Openscad:
http://www.openscad.org/

O caminho da segurança e conforto
Não sou nenhum gênio do Sketchup mas tenho usado bastante para os trabalhos de desenhos de cenários e móveis de cinema, por isso acho mais produtivo centrar esforços nele. Particularmente gosto bastante deste software que além de gratuito tem boas funções de medidas e facilidade de uso. Visitando o blog do Muringa achei um post muito legal onde ele dá uma luz de como usar o sketchup para ler e gerar formato stl.

Conceitualmente não é tão simples a conversão de skp para stl porque o sketchup gera objetos ocos se eles tiverem um buraco na superfície, sem preenchimento e com muitas linhas coplanares. Daí o Muringa colocou uma lista de plugins que auxiliam este trabalho.

  1. Importar arquivos STL
    https://github.com/SketchUp/sketchup-stl
    para instalar: > windows > preferences > extensions , escolher o arquivo. Depois em importar/exportar vão constar as opções de STL.
  2. Deletar linhas coplanares
    deleteColanar
    http://www.cad-addict.com/2009/07/sketchup-plugins-delete-coplanar-edges.html
    Link direto para o download (deve ser gravado dentro de <sketchup/Plugins>).
  3. Detectar buracos e falhas em um sólido: Solid Inspector
    mmc-solid-test
    Para instalar o solid inspector, tem que instalar uma lib chamada TT_Lib2 antes:
    http://sketchucation.com/forums/viewtopic.php?f=323&t=30503
    Depois instalar o plugin:
    http://sketchucation.com/forums/viewtopic.php?t=30504

Link do post do Muringa:
http://www.reprapbr.com.br/2012/11/softwares.html

Link da página de softwares do wiki da Reprap
http://reprap.org/wiki/Useful_Software_Packages

Hotend com dois resistores

Ainda não terminei o básico e estou empacado justamente no hotend, mas que é legal é. Isso foi feito em nome da velocidade e usa dois resistores, diz ele que de início conseguiu imprimir em 160mm/Seg. Isso é bom?

Hotend com dois resistores

Hotend com dois resistores

O blog é interessante e vale uma visita também:
http://richrap.blogspot.com.br/2011/08/high-power-hot-end-for-fast-printing.html